quinta-feira, 16 de julho de 2015

Piloto usa ‘mochila a jato’ para voar na China

14/07/2015 - G1



Voo durou 27 s; equipamento pode atingir 124 km/h a 800 m do chão.

Outra empresa planeja vender 'mochila a jato' por US$ 150 mil em 2016.


Do G1, São Paulo

Piloto Nick Macomber voa com 'mochila a jato' Jetpack em Pequim, na China

O piloto Nick Macomber realizou na China o primeiro voo no país com a "mochila a jato" Jetpack neste sábado (11).

Durante a apresentação da empresa JetPack International em Pequim, Macomber permaneceu no ar por 27 segundos, a uma altura de 10 andares, segundo o site "China Daily".

A "mochila a jato" é capaz de atingir uma velocidade de 124 km/h e viajar a 800 metros do solo. Até hoje, os testes realizados, a duração máxima do voo máximo do dispositivo foi de 33 segundos.

O fundador da JetPack, Troy Widgery, disse ao "China Daily" que a companhia trabalha em uma máquina dessas movida a turbina. Com isso, a próxima geração do equipamento será capaz de voar durante 30 minutos.

Com essas melhorias, talvez a mochila assuma as características do aparelho desenvolvido pela empresa Martin Aircraft, da Nova Zelândia. A companhia afirma que o Martin Jetpack é o primeiro do mundo a ser "realmente prático".

E até já marcou para a segunda metade de 2016 o início das vendas. A mochila a jato com turbinas custará cerca de US$ 150 mil e terá capacidade de voar a 74 km/h, por até 30 minutos e de carregar 120 kg. A Martin quer vender o aparelho para que seja usado em emergências civis e naturais, como grandes desastres, investidas policiais ou buscas de pessoas em lugares remotos.

A diferença entre as duas mochilas é o combustível. Enquanto o Jetpack é movido a peróxido de hidrogênio, o Marton Jetpack funciona com gasolina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário